quinta-feira, 19 de outubro de 2017

confusão na cartomante

Para começar esse novo Blog, vou postar um antigo texto que escrevi, no meu primeiro ano de faculdade, reconheço não ser meu melhor trabalho, mas algo nesse texto me cativa, mas não sei explicar o por que. Talvez ao longo deste blog, eu evolua como escritor, assim, este ira ser primordial, para que exista um parâmetro de evolução. Então sem mais delongas:

confusão na cartomante


INT/SALA DA CARTOMANTE/DIA
Uma mulher com seus cinquenta anos esta sentada em frente a uma mesa de madeira, antiga e acabada. A Senhora embaralha varias cartas em sua frente, encarando o velho maço como se tivesse um carinho pelos inanimados pedaços de papel. Os movimentos de suas mãos estão cada vez mais devagar, e seus olhos estão cada vez mais pesados. Estava prestes a cair no sono quando batidas fortes em sua porta a fazem saltar de sua cadeira

cartomante
Já vai, já vai...

Ao abrir a porta a cartomante se depara com João, um jovem na faixa dos vinte, com roupas sujas e rasgadas como se tivesse saído de um acidente. O jovem entra com força quase a derrubando no chão, o que faz a mesma ficar extremamente irritada

joão
(aos berros)
Você sua farsante...você arruinou a minha vida!

Cartomante
Como você entra na minha casa, quase me derruba e ainda ousa me chamar de farsante

João
Você me tirou tudo de mim, só por que fui escutar você!

A cartomante arregala os olhos

Cartomante
como eu poderia ter feito isso ?

João
A um ano eu vim em sua casa, e você me atendeu, me fez inúmeras previsões fantásticas e disse que elas só iriam se realizar se comprasse chiclete para meu chefe

Cartomante
E o que isso tem de errado?

João
Eu dei o chiclete, ele engasgou, disse que eu tentei o matar, me demitiu, me processou, ganhou o processo...e no fim, perdi meu dinheiro, minha casa, e de quebra minha esposa me abandonou

joão(continuando)
E tudo foi sua culpa! se eu não tivesse te escutado, nada disso teria me acontecido
A cartomante surpresa, se dirige a mesa, e busca seu velho baralho, inconformada

Cartomante
Não...não...isso é impossível,eu nunca fiz uma previsão errada
A cartomante, embaralha rapidamente suas cartas e em seguida dispõe três delas na mesa viradas pra baixo. Olha pra João e em seguida pras cartas virando a primeira

Cartomante
O senhor tem problemas auditivos ?

joão
Sim, nos dois ouvidos

Cartomante
(virando a segunda carta)
Você usa aparelho auditivo?

João
Sim, mas o que isso...

Antes que joão pudesse terminar sua fala, a cartomante levanta sua mão com um sinal de pare, e em seguida vira a terceira carta

Cartomante
O seu aparelho auditivo estava ligado no dia da primeira consulta?

Faz-se um minuto de silencio, João que estava confiante e irritado ate então, tem sua imagem modificada, seus ombos se curvam e sua cabeça cai como se tivesse entendido o erro

joão
(envergonhado)

Não...

A cartomante levanta um pequeno sorriso
fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário